Psicoterapia Individual

O objetivo da psicoterapia individual é o bem estar do paciente, seu autoconhecimento e organização emocional. Além de superar os problemas atuais, o indivíduo aprenderá a utilizar novas habilidades para resolver problemas futuros e conquistar suas metas pessoais.

Fizemos uso da análise, onde a psicoterapia psicanalítica é, ao mesmo tempo, um método de tratamento, um método de investigação da mente e do seu funcionamento e um sistema teórico sobre o comportamento humano. Em análise, o psicoterapeuta articula estes três aspectos para proporcionar a cada paciente o contexto necessário ao seu amadurecimento emocional.

A psicoterapia pode ser um auxiliar insubstituível em questões relacionadas com: vida amorosa e afetiva | conflitos familiares | alimentação | atividade profissional e acadêmica | sexualidade | depressão e ansiedade | corpo e imagem corporal | fobias e obsessões | dependências | e sempre que alguém sinta que precisa desta ajuda.

Público: Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos.

PSICOTERAPIA PARA CRIANÇAS OU LUDOTERAPIA

Os atendimentos infantis a atuação do Psicoterapeuta é pedagógica e estruturada. A criança está em fase de desenvolvimento e durante essa fase apresenta alto nível de criatividade e capacidade lúdica, habilidades que são expressas em jogos, portanto, a psicoterapia psicanalítica com crianças é feita por meio do mesmo método do trabalho com adultos – a interpretação, e se utiliza das mesmas técnicas: setting, atenção flutuante, associação livre, manejo da transferência e resistência; porém acrescentando uma nova e fundamental técnica para que seja viável o trabalho analítico com a criança – a do brincar. Talvez uma das mais marcantes diferenças entre a terapia de adultos e a de crianças esteja exatamente no meio de comunicação predominantemente usado: enquanto os adultos falam sobre o que têm sentido e o que os incomoda e gostariam de mudar, a criança se comunica com o psicólogo através da forma como constrói suas brincadeiras.

PSICOTERAPIA PARA ADOLESCENTES E JOVENS

O adolescente está em uma fase de seu desenvolvimento que é marcado por muitas mudanças, físicas e psicológicas. É a fase em que ele deixa de ser uma criança, e estrutura a formação de sua personalidade. Desta forma, acaba se expondo em situações conflituosas, de risco e de vulnerabilidade (como escolha profissional, família, drogas, brigas, sexo sem prevenção, atos infracionais e entre outros). Por isso, em alguns casos, o processo psicoterapêutico contribui significativamente para que este consiga lidar melhor com estas vivências e experiências.

PSICOTERAPIA PARA ADULTOS

A psicoterapia se caracteriza como uma oportunidade para compreender, mudar e enfrentar um pensamento e comportamento inadequado, portanto, todos nós estamos sujeitos a passar por fases ou situações que geram questionamentos e/ou sofrimento emocional. Ao longo do processo terapêutico, através de questionamentos e reflexões, o terapeuta auxilia seu cliente a buscar novas maneiras de perceber sua realidade e formas mais positiva de se posicionar diante de seus problemas e situações de vida. Com um olhar sobre o individuo como um todo, buscamos promover seu auto-conhecimento e a melhora em sua qualidade de vida.

PSICOTERAPIA PARA IDOSOS – TERCEIRA IDADE

A Psicoterapia no processo de envelhecimento pode ser um grande aliado na melhora da qualidade de vida do idoso. Alguns temas são importantes a serem avaliados e discutidos, como: mudança corporal, doenças crônicas, perdas, morte, perda da autonomia, desvalorização social etc. Durante o envelhecimento alguns processos fisiológicos, emocionais e sociais, sem dúvida, acontecem e merecem atenção e consideração. Por isso é muito importante cuidar do idoso, tendo sempre em vista a psicologia do idoso.

 

ESCLARECENDO ALGUMAS DÚVIDAS

O que é Psicoterapia?

É a terapia psicológica. A psicoterapia se propõe a utilizar meios psicológicos para alcançar um fim especifico. Refere-se às intervenções que visam a melhorar os padrões de funcionamento mental do indivíduo e o funcionamento de seus sistemas interpessoais, sejam familiares, profissionais, entre outros.

É um processo conduzido por especialistas no qual o indivíduo amplia a consciência que tem de si mesmo, aprendendo com seus erros de comportamento e se desenvolvendo como pessoa. O termo psicoterapia refere-se as intervenções psicológicas que buscam melhorar os padrões de funcionamento do indivíduo e o funcionamento de seus sistemas interpessoais (família, relacionamentos, etc.). Como todas as formas de intervenção clínico-psicológicas, a psicoterapia busca atingir um fim específico, seja a cura ou diminuir o sofrimento da pessoa.

Quais os tipos de Psicoterapia?

Os principais tipos são:

– Psicoterapia individual para crianças, adolescentes, adultos e idosos

– Psicoterapia em grupo

– Psicoterapia de casal

– Psicoterapia de família

Quando começar uma Psicoterapia?

Pode ser iniciada em qualquer momento da vida de uma pessoa. Deve ser utilizada para aliviar o sofrimento psicológico produzido pelos transtornos,

quando de alguma forma o indivíduo não está satisfeito com o andamento de sua vida, não está feliz, ou está vivendo algum sofrimento e não consegue superá-lo. A Psicoterapia ajuda o paciente a administrar sua vida, enfrentando os desafios, as limitações, as necessidades, os sentimentos e os pensamentos, pode melhorar nossa qualidade de vida, porque nos ajuda a ver e enxergar de que forma nos colocarmos na vida, nos relacionarmos com as pessoas (na vida social e no trabalho) e com nossa maneira de ser frente a tristezas, alegrias e vicissitudes; enfim, como recebemos e como damos afetos e como esse dar e receber torna nossa existência feliz ou infeliz.

O atendimento é feito entre o paciente e psicólogo em sessões periódicas (geralmente, uma ou duas vezes por semana) e que em média durar 50 min. Onde irar ajudar as pessoas a entenderem seus sentimentos em relação à vida, nestes encontros o cliente expõe suas queixas e demandas (sofrimentos, aflições, angústias, problemas de relacionamento ou existenciais).

O psicólogo, dependendo do tipo de linha de tratamento seguida (existem várias linhas, ou seja, tipos de tratamento psicoterápico, desde as mais formais até as chamadas “holísticas”), poderá fazer uso, também, de testes psicológicos.